sexta-feira, 28 de março de 2008

Os Direitos da Criança


Os Direitos da Criança
1. Direito á igualdade, sem distinção de raça, credo ou nacionalidade.


2. Direito a uma protecção especial para o seu desenvolvimento físico, mental e social.


3. Direito a um nome e uma nacionalidade.


4. Direito à alimentação adequada e atenção médica para a Criança e a Mãe.


5. Direito a uma educação e cuidados especiais para a Criança física e mentalmente diminuída.


6. Direito à compreensão e amor por parte dos Pais e da Sociedade.


7. Direito a receber educação gratuita e a brincar.


8. Direito a ser a primeiro a receber ajuda em caso de desastre.


9. Direito a ser protegida contra o abandono e trabalho infantil.


10. Direito a desenvolver-se num espirito de solidariedade, compreensão e amizade e justiça entre os Povos.

(texto livre adaptado da Declaração dos Direitos da Criança)

Comentário: Nós, adultos, já fomos crianças. Sabemos o que é ser totalmente dependente de carinho, de segurança e de conforto, de afecto e nutrição, de educação e de amor dos nossos Modelos/Exemplos (pais e/ou pessoas significativas). Atravessamos todos a “estrada da vida” através de um processo de crescimento (exploração, auto-realização, espiritualidade, criatividade e conhecimento) e de aprendizagem (competências – ex. “ferramentas” emocionais, talentos, habilidades bem como defeitos de caracter).


Seremos adultos com sucesso se protegermos as crianças. Em cada adulto, existe uma “criança interior” que também precisa de segurança, carinho, de pertencer, de afecto e amor.


Proporcionar, às crianças as “ferramentas do sucesso”, como diz uma amiga, “não é dar-lhes o peixe, mas proporcionar-lhes a cana e ensiná-los a pescar.”


Na minha opinião, o mundo é um lugar feito à medida dos adultos, em que as crianças precisam de se adaptar, (em alguns casos, sobreviver) necessitando de crescer muito rápido, num lugar onde não é possível, infelismente - brincar e sonhar. Mais tarde, estas crianças iram tornar-se em adultos e pais.


Como seria, se uma parte do mundo fosse concebido à medida das crianças onde elas pudessem “governar”?


Seria um mundo melhor para todos? Existiriam menos desigualdades? Mais tolerância? Mais alegria? Menos doenças?

2 comentários:

Monitor de LCD disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Monitor de LCD, I hope you enjoy. The address is http://monitor-de-lcd.blogspot.com. A hug.

Anónimo disse...

Aprendi muito